estratégias de marketing digital e e-commerceSe você está começando a se envolver com os conceitos de Marketing Digital, está no lugar certo. Inicialmente, é comum ficar perdido em meio a tantas estratégias diferentes. Hoje, separamos 5 das principais Estratégias de Marketing Digital e E-commerce para te ajudar a começar.

Aplicando essas estratégias no seu negócio, será possível começar a alavancar seus resultados.

5 Estratégias de Marketing Digital e E-commerce

O ideal é pensar em estratégias que sejam específicas e que funcionariam melhor para o seu nicho. Porém, para começar a aplicar estratégias de marketing digital e e-commerce imediatamente, existem aquelas que funcionam para a grande maioria das áreas e empresas. São elas que vamos te ensinar hoje. Vamos lá:

1 – Inbound Marketing

Para começar nossa lista de estratégias de Marketing Digital e E-commerce, vamos falar sobre Inbound Marketing. Sabemos que o Inboud Marketing é um processo um pouco mais demorado, mas essencial para se obter bons resultados com marketing digital.

Para que você tenha uma ideia da sua importância e eficiência, o inbound marketing é considerado o marketing que as pessoas amam. É um marketing “do bem”, que ajuda, dá dicas, explica e não invade o espaço do público.

Ele consiste basicamente em atrair, converter, vender e agradar o seu público. Tudo isso é feito a partir de um fluxo muito bem desenhado de forma que esse público passe por essas etapas por livre e espontânea vontade. Você irá nutrir o seu cliente desde a etapa inicial e criará nele a consciência de que necessita dos seus produtos ou serviços.

Para isso, é importante estudar e conhecer a fundo o seu público-alvo. Assim, você sabe direitinho como e o quê falar com ele. Produza conteúdo de qualidade para suprir todas as necessidades e dores do seu público. Você acaba se tornando fundamental para ele. Além disso, se torna também uma autoridade dentro do seu mercado de trabalho. 

Com toda essa estratégia e produção de conteúdo qualificado, além de agradar o seu público, você estará atingindo também ao Google! Isso significa que seu site tem muito mais chance de estar bem indexado e você irá aparecer mais facilmente quando as pessoas procurarem pelo seu serviço. Por isso, o inbound marketing acaba ajudando também na sua estratégia de marketing de busca e de mídias sociais, por exemplo.

Como você já pode ter percebido, com o inbound marketing já é possível dar início a outras estratégias de marketing digital e e-commerce, fortalecendo ainda mais o seu trabalho.

Mas como fazer tudo isso? Já criamos um artigo explicando detalhadamente o que é Inbound Marketing. Mas uma coisa já adianto: ele não é um bicho de sete cabeças e pode revolucionar suas estratégias de venda! Recomendamos o Inbound Marketing fortemente como uma de suas estratégias de marketing digital e e-commerce.

2- E-mail Marketing

Agora vamos falar sobre e-mail marketing. Veja só alguns dados que encontramos na internet sobre isso:

  • 44% dos consumidores de 2012 fizeram uma compra devido a um e-mail promocional.
  • 82% dos consumidores abrem e-mails de empresas.
  • 27% dos consumidores acreditam que suas empresas favoritas deveriam investir mais em e-mails.
  • 40% dos profissionais de marketing B2B consideram os leads gerados por e-mail marketing como sendo de alta qualidade.
  • Para cada 1 dólar investido em e-mail marketing, a média do valor retornado é de 44,25 dólares.

Já deu para perceber como o e-mail marketing é importante? Ele é uma ótima ferramenta para manter um bom relacionamento com seus leads. Mas mais que isso: ele também pode aumentar, e muito, seu número de conversões.

Planeje bem o seu conteúdo e envie seus e-mails para aquelas pessoas que aceitaram recebê-los. Assim você evita ser considerado como spam e mantém um relacionamento saudável e lucrativo com seu público. Para isso, sua lista deve ser opt in. Isso significa que todas as pessoas que estão na sua lista autorizaram o recebimento de seus e-mails.

Normalmente as empresas dedicam um espaço em seu site com um CTA dizendo “Assine nossa newsletter” ou “Receba nossas promoções por e-mail!”, por exemplo. As empresas enviam seus e-mails para essas pessoas e se livram de ser consideradas spam, pois tem a autorização necessária para tal.

 

3- Marketing de Busca (SEM)

Marketing de busca é também conhecido como Search Engine Marketing (SEM).

É um segmento do marketing que consiste em estratégias, técnicas e ferramentas de divulgação nas ferramentas de busca. Elas são aplicadas em sites inteiros, a fim de conseguir a maior exposição possível nesses buscadores.

A principal ferramenta de busca atualmente é a Google, porém existem outras como Bing e Yahoo, e até mesmo buscas específicas para e-commerces como Google Shopping, Shopping UOL e Buscapé.

Para se adequar aos dois tipos de resultados possíveis na maioria dos buscadores, o marketing de busca se divide em dois:

  • SEO (Search Engine Optimization) – buscas orgânicas, naturais;
  • Links Patrocinados – resultados pagos.

Explicamos detalhadamente sobre isso no artigo Como Funciona o Google?, não deixe de conferir para entender melhor.

Para se alcançar bons resultados, são feitas otimizações nos sites ou, no caso dos links patrocinados, anúncios pagos. Os anúncios pagos são feitos em plataformas específicas, como o Google AdWords. A partir dessas ações, você é capaz de aparecer para o seu público no momento em que ele está procurando pelos produtos e serviços que você oferece. A chance de conversão é muito maior!

4- Mídias Sociais

O marketing nas mídias sociais é o conjunto de estratégias que utilizam as principais redes sociais como ferramenta para promover ou divulgar marcas, produtos ou serviços.

Você deve concordar comigo: grande parte do seu público está presente em pelo menos uma mídia social. Então não deixe de tirar proveito disso! Se você já sabe onde o seu público-alvo está, vale a pena chegar lá e se comunicar com ele.

No caso das mídias sociais, cada uma tem sua especificidade. Portanto, é preciso estudar e se adaptar ao formato daquelas mídias que você irá utilizar em suas estratégias.

Você pode também utilizá-las para vários outros meios. Pode ser criado, por exemplo, um canal de atendimento ao cliente.

É importante lembrar que os números de likes, comentários e afins, não são exatamente as métricas com as quais você deve se preocupar. O mais importante é saber em qual mídia social seus possíveis clientes estão inseridos e levar até eles conteúdos de qualidade. Seja relevante, ajude de verdade seu público. Você verá como esse relacionamento pode fazer bem e te trazer melhores resultados.

5 – Rede de Afiliados

A Rede de Afiliados, também chamada de Marketing de Afiliados, é outra estratégia que pode trazer bons resultados. Ela ganhou maior repercussão nos Estados Unidos quando a Amazon.com começou a disponibilizar este serviço.

Funciona basicamente como um serviço de publicidade, onde o dono de um espaço na internet (seja um blog ou site, por exemplo) disponibiliza um espaço para que outras empresas divulguem seus serviços e produtos. Essa divulgação pode ser feita através de banners, vídeos ou outras mídias.

Em troca, o dono do espaço onde a mídia é divulgada é remunerado de acordo com os negócios gerados a partir desta publicidade. A comissão pode ser combinada levando-se em conta uma métrica combinada pelas duas partes. Veja alguns exemplos:

  • CPC (Custo por clique);
  • CPA (Custo por ação);
  • CPF (Custo por formulário);
  • CPV (Custo por venda).

Com a Rede de Afiliados as duas partes saem ganhando, tanto o anunciante que aumentará seus resultados, quanto o publisher que será remunerado. Se a sua empresa utilizar este meio para divulgar seus produtos, terá seus canais de divulgação e vendas multiplicados. Assim, você acaba conquistando novos mercados e novos públicos.

Como exemplo temos o Google AdSense, um dos maiores programas de afiliados do mundo. Ele remunera seus afiliados em 60% do valor pago pelos anunciantes no Google AdWords. Ou seja, a cada clique dado no anúncio dentro do site de determinado afiliado, 60% do valor deste clique vai para ele.

Conclusão

Com certeza existem muito mais estratégias de marketing digital e e-commerce, mas com essas 5 você já terá excelentes resultados. Claro que tudo isso deve ser feito com um bom planejamento e conhecendo cada detalhe do seu público-alvo.

Além disso, é importante monitorar suas estratégias, analisando os resultados e melhorando tudo o que puder ser melhorado.

Depois do trabalho feito, prepare-se para ver seus resultados aumentando.

Para você continuar se aprofundar mais no assunto separamos mais um artigo para você: O que preciso para vender serviços pela internet?

Juliana é formada em Comunicação Social com ênfase em Relações Públicas pela PUC Minas. É certificada em Google AdWords e Google Analytics pela Google e em Marketing de Conteúdo pela Rock Content. Trabalha com Marketing Digital há mais de 3 anos, é redatora há 5 anos e, hoje, Analista de Marketing Digital na Gdax.

Pin It on Pinterest

Compartilhe!

Compartilhar nas redes sociais