O surgimento da internet e a mudança dos hábitos dos consumidores, estes que estão cada vez mais exigentes, fez com que o marketing e essa interação das empresas com os seus clientes sofressem diversas transformações.

A partir de todas essas transformações e de uma facilidade de acesso às informações, surge o Inbound Marketing. Um tipo de estratégia que vai em uma direção contrária ao Outbound (marketing tradicional).

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing ou marketing de atração é uma estratégia que tem como objetivo atrair e converter usuários do seu site em clientes da sua empresa. Ele vai em direção oposta ao Outbound, pois utiliza ferramentas como o Marketing de Conteúdo, como forma de se relacionar com o cliente de uma forma mais natural, fazendo com que ele passe por todo o funil de vendas.

Para mais informações sobre esse termo, acesse nosso post: “O que é Inbound Markerting?”.

Vamos entender agora um pouco mais sobre as ferramentas estratégicas do marketing de atração:

Marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo é a criação de conteúdos que são interessantes para seu público alvo.

Ele faz com que seja possível criar uma comunicação clara e fácil com seu cliente. Essa comunicação pode ser feita através do seu blog, a partir da criação dos posts. Assim, você soluciona os problemas dos clientes e gera maior valor para ele, criando um relacionamento contínuo e duradouro.

O lead deve passar por todo o funil de vendas, passando por conteúdos de topo, meio e fundo de fúnil, para que assim ele possa efetuar a compra em sua empresa.

Vamos entender um pouco mais sobre as etapas da jornada de um lead:

Jornada do cliente (Funil)

Topo

Nesta etapa os usuários estão descobrindo qual é o seu problema, logo, sua empresa deve criar posts com o objetivo de atrair essas pessoas. Para isso:

  • Utilize redes sociais e palavras chaves corretas;
  • Crie posts que ofereça soluções para os problemas da sua persona.

Um exemplo de post de topo de funil é: “O que é lead qualificado?”. Assim consigo responder a dúvida/problema do meu cliente e faço ele caminhar para o meio do funil.

Lembre-se! No topo você não deve mencionar produtos da sua empresa.

Meio

Aqui você já entra mais a fundo no problema do cliente, pois ele já considera solucioná-lo.

A intenção é converter esse usuário em lead. Portanto, coloque CTA’s e landing pages em seu post. Você pode oferecer conteúdos ricos (e-books, cursos) em troca do contato (e-mail, telefone) dessa pessoa.

Exemplo de um post de meio: “Comprar leads qualificados: quais cuidados devo tomar?”

Lembre-se! No meio de funil você pode falar MODERADAMENTE da sua empresa e produtos, não abuse.

Fundo

Nesta última etapa você deve transformar esse lead em cliente. Um bom exemplo de post seria: “Quais as vantagens de comprar leads com a GDAX?”.

Viu? Já é algo mais específico. Nessa etapa você já pode falar sobre sua empresa e seus produtos. O objetivo é fazer com que o lead compre seu produto e vire um cliente potencial.

Lembre-se! Após fechar a compra, é importante que você continue nutrindo esse cliente. Monitore-o, interaja com ele e ofereça conteúdos personalizados, para que assim você possa retê-lo e encantá-lo.

Para melhor entendimento da jornada de compra do cliente, veja nosso post: “Entenda a jornada de compra do cliente”.

Redes sociais

Redes sociais são locais em que as pessoas se encontram e se interagem entre si, sem que haja barreiras. O objetivo é tornar a experiência sociável possível e cada vez melhor, para isso há diversas redes sociais que te possibilitam isso.

Como as redes sociais aproximam sua empresa dos seus consumidores e uma vez que o Inbound Marketing busca atrair clientes através de conteúdos que são relevantes para eles. Nada melhor que usar as redes sociais para isso, não é mesmo?

As principais redes sociais utilizadas pelas empresas como forma de engajar e estabelecer uma relação com seu público, são:

  • Facebook;
  • Instagram;
  • Linkedin;
  • Youtube.

As redes sociais não garantem o sucesso da empresa, mas estreitam a relação da sua organização com a sua persona.

Para que haja resultados nesse tipo de mídia é necessário possuir perfis ativos e interessantes, que agreguem valor para a sua persona. Além, também, de ter um fluxo de post diário.

É fundamental entender bem quem é sua persona e qual a rede social ideal para o uso da sua estratégia. Não deixe também de acompanhar suas métricas, só assim você conseguirá mensurar os resultados das suas estratégias.

Saiba mais em nosso post: “Métricas de vendas”.

O que é Outbound Marketing?

É a forma tradicional de se fazer marketing. Ou seja, são ações que as empresas fazem como forma de chamar a atenção do cliente. Normalmente essas ações atingem um público de massa, ou seja, não há nichos de mercado.

Alguns exemplos de Marketing Outbound são:

  • Telemarketing;
  • Outdoors e banners em sites;
  • Flyers;
  • Propaganda em TV, rádio, e hoje em dia no Youtube;
  • Facebook Ads, Google Adwords;
  • Venda direta, porta a porta;
  • Dentre outros.

É uma estratégia chamada de prospecção ativa. Mas, o que isso quer dizer?

São anúncios que aparecem a qualquer momento e em qualquer lugar. O consumidor não espera pelo anúncio do produto, ele simplesmente aparece, seja no outdoor, na televisão ou no youtube. Por essa razão ele também possui o nome de Marketing de Interrupção, ele interrompe a atividade do usuário para impactá-lo com um anúncio. Esse cliente(usuário) pode ou não se interessar pelo anúncio/produto.

É um tipo de estratégia que abrange uma grande quantidade de pessoas, pois não há distinção de público. Uma propaganda transmitida na televisão às 21 horas da noite será transmitida tanto para mim, quanto para você.

Mas, eu posso me interessar pelo produto e você não. Portanto, mesmo que minha propaganda seja para um público de massa, isso não quer dizer que eu vou ter mais pessoas comprando e se interessando pelo meu produto.

Principais diferenças Inbound x Outbound

Agora que entendemos bem o que é e como constitui cada estratégia, vamos analisar quais são as suas diferenças.

O Inbound é muitas vezes representado com um imã, já que seu objetivo é atrair o público. Já o Outbound é muitas vezes representado com um alto falante, pois seu objetivo é chamar atenção desse público, fazer com que as pessoas percebam seu produto e empresa.

Como já vimos, a melhor definição dessas duas estratégias, é que o marketing tradicional é uma prospecção ativa e o marketing de atração é uma prospecção passiva.

Enquanto no primeiro você busca por clientes em potencial, no segundo você faz uma abordagem nas pessoas que tem potencial de se tornarem clientes.

Veja no quadro comparativo abaixo as diferenças dessas duas estratégias:

Inbound

Outbound

Comunicação aberta

Há uma comunicação da empresa para o cliente e do cliente para a empresa.

Comunicação unilateral

Comunicação só da empresa para o cliente. A empresa oferece seu produto e o cliente a escuta.

Relacionamento duradouro

A empresa faz com que o cliente passe por toda a jornada de compra.

Relacionamento direto

A empresa vai ao cliente para oferecer seu produto, a comunicação é direta.

Maior engajamento da marca

A partir da relação mais próxima com o cliente, se torna uma relação de confiança. Isso dá maior força para sua marca.

Menor engajamento

Como não há uma relação entre a empresa e o cliente, se o produto que está sendo ofertado não for necessário para a pessoa, ela não comprará. Logo, o anúncio não terá efeito.

Menor público, maior conversão

Seu produto é encontrado por pessoas que queiram sanar seus problemas, a partir dos seus posts, facebook, etc.

As pessoas chegam até a sua empresa.

Atinge um menor público, mas o índice de conversão é maior. O usuário procura soluções para seus problemas, há um interesse.

Maior público, menor conversão

Você anuncia seu produto ou serviço para um público de massa, através da televisão, outdoors, etc. Logo, seu anuncio será visto por diversas pessoas.

Sua empresa vai até as pessoas.

Você atinge um maior público, mas seu índice de conversão é menor. Nem todo mundo que olhar o anuncio se interessará pelo produto.

Qual o melhor?

Com todas essas análises, você deve acreditar que o Inbound é melhor, mas não é bem assim, há espaço para os dois no mercado.

Portanto, não há um que seja melhor!

O Inbound tem como foco educar seu público. Ele é movido por criatividade e oferece conteúdos relevantes para seus clientes. O Outbound possui um foco na divulgação do produto, na propaganda. Ele não possui valor agregado e as propagandas podem ou não gerar valor para seu público.

Reforço que usar um não exclui a possibilidade de utilizar o outro. É interessante pesquisar e ver quais são as melhores formas de usá-los de forma conjunta. Com o propósito de atrair e converter seus usuários em clientes potenciais.

Um exemplo: nós da GDAX fazemos a mesclagem dessas duas estratégias. Nós utilizamos o marketing digital como forma de atrair leads qualificados para nós e o e-commerce para tratar esses leads.

É importante saber como utilizar essas estratégias, para que você esteja apto a analisar a melhor opção para a sua empresa.

Espero ter tirado todas suas dúvidas sobre esses dois temas e boa sorte na jornada!

Mas, não pare por aí! Agora que você já sabe o que é Inbound e Outbound Marketing, veja como gerar leads qualificados para sua empresa. 

Obrigado!